domingo, 31 de julho de 2016




Divulgação:
7 Meses se passaram… os objectivos do projecto foram atingidos

Este projecto nasceu a 21/09/2015, verificaram-se as necessidades, avaliaram-se os custos e os meios necessários e em Janeiro deram-se por concluídos os primeiros passos com a aquisição do repetidor Hytera para com ele poder interligar as redes DMR ao DSTAR.

7 meses se passaram desde esse dia novas ideias surgiram no horizonte e com elas a possibilidade de se criarem repetidores caseiros, pontos de acesso com baixa potência, vulgo hotspots, assim aquilo que foi uma ideia inicial de integração de redes é já neste momento tão grande em dimensão como a existente rede DSTAR e está a crescer.

No ínício Portugal contava unicamente com o único repetidor DMR, pertença da ARLC, ligado numa estrutura rígida para aquilo que são os interesses dos radioamdores, com o arranque deste projecto a ARLC aprovou e reuniu-se ao que era então a rede DMR+ e mais tarde à actual BrandMeister. Na altura eram os únicos repetidores existentes na rede DMR de amador, volvidos 5 meses e eis que de 2 passámos a ser 7 repetidores, graças ao trabalho desenvolvido por vários colegas que abraçaram o desafio de criar a sua estrutura “feita em casa”.

Este projecto de repetidores caseiros veio abrir a porta a uma nova tecnologia e um novo modo de encarar/resolver as diferenças entre as actuais redes de voz digital por forma a congregá-las numa só, assim neste momento os repetidores “caseiros” tem a possibilidade de operar tanto DMR, como DSTAR e mesmo System Fusion, só havendo neste último uma limitação, não pode operar em WV. O Jonathan Naylor, o mentor deste e de muitos outros projectos relacionados com voz digital, chamou “carinhosamente” a este sistema OpenSystemFusion, permitindo com isto que um utilizador DMR fale com um utilizador SF e este com DSTAR.

Este é o actual ponto de situação na plano nacional daquilo que nasceu como sendo um sonho e que após 7 meses tem esta dimensão e esta realidade.

Obrigado a todos os que apoiaram e acreditaram que era possível.
---

Sem comentários:

Enviar um comentário